Como reconhecer um anel de ouro? E o que é quilate?

Um anel de ouro é desejado por muitas mulheres de todas as épocas. Ele inspira prosperidade e, por que não, nos lembra o compromisso do casamento. Por isso, é importante conhecer sua autenticidade.

O anel de ouro talvez seja a joia mais popular do mundo. Compõe figurinos de mulheres e homens de todas as classes. Essa popularidade nem sempre é benéfica, pois a peça é susceptível a fraude.

Conhecer quando o anel de ouro é verdadeiro te ajudará no momento de comprar a joia de noivado, casamento, formatura e outros.

Outra coisa que define um anel de ouro é o seu quilate. Vamos entender o que ele significa?

O que é quilate?

O ouro é um metal precioso bem maleável que tem valor de mercado alto. Durante muito tempo foi utilizado como referência econômica.

Por ter essa característica maleável, para se criar um anel, por exemplo, é necessário usar um outro material para torna-lo rígido. A quantidade de ouro nessa peça é que indica sua pureza, ou quilate.

O quilate é a medida de pureza do ouro, ou seja, é quantidade de ouro presente na joia. Para se chegar ao quilate de uma joia, pepita ou barra, divide-se seu peso por 24.

Portanto, uma joia com 18 partes de ouro e 6 partes de outra liga, tem 18 quilates

Um anel de ouro puro deve ter 24 quilates.

Como identificar se o anel é de ouro?

Inicialmente consideramos uma peça abaixo de 10 quilates de ouro, falsa. Existe algumas dicas que ajudam a descobrir a autenticidade de sua peça. Veja a lista abaixo.

1 – Grifo – normalmente as peças de boa qualidade são grifadas com a identificação de seu nível de pureza (16 k, 18 k, 24 k). De fácil visualização, poderá verificar com uma simples lupa. Observe a coloração de seu anel, caso esteja furta-cor, ele pode ser folheado e não de ouro.

2 – Imã – o ouro não é suscetível ao magnetismo, ele não deve ser atraído por um imã. Então utilizar um imã para verificar a pureza do ouro ajuda. Não é um teste infalível, pois outros materiais também não são magnéticos.

3 – Densidade – entre os metais o ouro é um dos com maior densidade, tem 19.3 g/ml. Numa boa joalharia esse teste será realizado sem problema.

4 – Prato cerâmico – teste simples de ser feito em casa. Risque num prato cerâmico seu anel de ouro. Caso apareça uma mancha escura, o anel não é de ouro, somente uma mancha dourada confirmará a pureza do anel de ouro.

5 – Ácido nítrico – é uma prática comum dos joalheiros profissionais. Consiste em pingar gotas do ácido na joia, se uma coloração verde ou branca aparecer, a peça não é de ouro. Será ouro quando não acontecer nada.

Segurança na compra

A dica maior é comprar seu anel de ouro numa loja que garanta seus produtos, e que lhe mostre a pureza do material. Assim poderá contar com uma joia de qualidade, que simbolizará da maneira correta importante fase de sua vida.